DIVAGAR SE VAI LONGE!


CRÍTICA E APOLOGIA Á MISANTROPIA

      Ao acordar, percebo a cabeça doendo e os olhos feitos brasa. Resultado das noites de insônia que cismo em não conseguir resolver até o próximo dia. Não há muita coisa a ser feita nessas férias a não ser estudar bastante para concursos e para o semestre que está para iniciar. Ler um livro (outro?) talvez... jogar um joguinho no PC, que você sabe lá no fundo que é perda de tempo. As notícias não batem em sua porta: elas vêm até você passando por baixo dela.

      Pessoas a chorarem e a maldizer a vida por relacionamentos perdidos ou pelo calo que dói. Alguns raros a dizer que basta saber viver: em suma, doentes invejando "saudáveis" e "saudáveis" invejando doentes. Interessante que basta um vento soprar um pouco mais forte para os papéis trocarem. Em outros casos, nem um tornado pode tirar as pessoas da meleca em que estão.

      Não sei quem é pior: pessoas que vivem a colocar a culpa nos outros pelo fracasso de suas vidas ou aqueles que foram um pouco mais abençoados por ela são hipócritas o suficiente para se julgarem sábias pelo simples fato de serem mais felizes do que outras. Alguns até que encaram as dificuldades de ma maneira diferente: tentam resolver com a cabeça, o problema que leva tempo e... naturalmente, elas ficam frustradas.

      Tragicômicas são as pessoas... elas levantam todo os dias com o pensamento "Hoje eu consigo superar essa porra!" , "De hoje em diante eu faço diferente.", "Desta vez eu vou mudar." e , no entanto, o mesmo seria se dissessem "Bem, hoje eu vou me levantar e cometer os mesmos erros estúpidos que venho cometendo a alguns anos.". Qual é a reação de quem repara nisso? Desprezo e revolta. É o cara que entra em fóruns feministas só para falara mal de mulher, é a mulher que vive dizendo que os culpados são os homens. É o homem que sai para protestar carregando uma bandeira (mesmo sabendo que não vai ser atendido), e aquele que só vive a reclamar, reclamar, reclamar, vomitando a peçonha que vem acumulando a algum tempo em quem estiver (ou não) disposto a ouvir.

     Até quem despreza os outros é desprezível...

     Lá fora, ouço gente a falar de se você é uma boa pessoa Deus há de tornar sua vida invejável, uma espécie de "contrato" para que o homem possa controlar o caos do universo e por ele não ser afetado, outros falam em um tal de "pensamento positivo" que na pior das hipóteses consiste em se fechar para a existência do sofrimento. No ínterim, vejo minha mãe a trabalhar com os dedos quebrados por artrite e artrose enquanto um livro do Augusto Cury paira sobre a mesa...

     Não existe nada mais desprezível do que vomitar seus problemas para TODO MUNDO que queira ouvir, contudo, não existe defeito mais perdoável do que tristeza crônica. A gente percebe isso cedo ou tarde, quando aprende que a felicidade das pessoas depende muito pouco daquilo que elas podem controlar...

     



Escrito por João Gabriel às 03h39
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




UM DIA BOM NO INFERNO

    

    

     Jogue sua máscara fora, deixe para traz seus momentos de hipocrisia. Aqui não não há leis ou preocupações e mesmo assim você está no paraíso. Não precisa se controlar, não precisa saber dançar, não precisa nem mesmo saber o nome da música. A única regra que existe é "não entre na roda se não quiser entrar"...

OK, NÃO VAMOS EXAGERAR!

      Homens dançando feito crianças, realmente  não há com o que se preocupar aqui. Você jamais vai precisa se preocupar em como agir para ganhar uma garota por que já não está mais com essa intenção... Não precsa se esforçar para conhecer ninguém . . . quem está preocupado com isso? Apenas dance com um louco, como um louco mesmo. . . Se tiver um pouco de coragem e calor nas veias pode se arriscar a entrar no ciclo de insanidade que fica perto do palco, mas não será obrigado a isso. Leve seus amigos de infâcia, segure-se no ombro deles e bata cabeça até a nuca inchar. O palco é por um instante, tudo o que importa e por pelo menos um segundo os seus problemas saem junto com o seu suor...

     Qual é o papel de uma banda em um show? Na maioria dos casos em um show de forró/pagode o papel da banda é apenas ser famosa (para atrair um bom número de pessoas) e servir de pretexto para a galera interagir entre si. As pessoas não vão para o show pela banda, (ok, a inegável existência de exceções não invalida uma regra) mas em um show de ROCK, haaa... Aqi a configuração é diferente. Você não está nem aí para as pessoas em que você não conhece. A banda, a música, e você, só isso importa.


     A maioria das pessoas pensam que o Rock e o diabo andam de mãos dadas. O engraçado é que em todo aquele "inferno" eu via pessoas não sendo "possuídas", mas exorcisadas. Dando vazão a toda aquela carga negativa de frustrações que todos têm. O dia seginte é marcado por dores na nuca, nas pernas e onde mais que alguém possa ter lhe batido. Mas você se sente mais leve... Ainda sou novo demais para saber se essa é uma das melhores maneiras de fazer os demônios voare para fora do corpo. Mas por enquato esta é a melhor...

     Engraçado que o sinal da útima magem ( \m/ ) popularizado por Ronnie James Dio e acusado de ser os "chifres de Satan" é na origem algo que faziam em uma religião antiga para espantar mau olhado, ou seja, afastar o prejudicial... interessante não?

 

\m/





Escrito por João Gabriel às 00h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GRANDES MISTÉRIOS DA HUMANIDADE

    Há quatro grandes mistérios que a ciência nunca foi capaz de resolver:

1 - Por que dá vontade de bocejar quando você vê alguém bocejando? Nem que seja na TV. Nem que seja um chimpanzé bocejando enquanto tenta encaixar o triângulo de plástico na forma de quadrado. Por que? (Ah...e se você chama o ato de bocejar de abrir a boca...SAIA DO MEU BLOG E NÃO VOLTE NUNCA MAIS!!!) 

2 - Por que o homen do sexo masculino é o único animal que sente uma pequena onda de coégas quando acaba de urinar.

3 - Por que carros que fazem 0-100 em menos de 4 segundos vendem tão rápido se o limite de velocidade máximo no Brasil é de apenas 80 km/h?

4 - E, agora, o mais novo e mais difícil de resolver:

Oh céus, tenho tantas perguntas! Vamos lá:

1 - Por que será que isso acontece?

 2 - Quem foi o filho da mãe nerd, desocupado, sem vida social e sem nada melhor pra fazer num fim de semana como esse que descobriu isso?

3 - Você também tentou criar uma, não tentou?

EU SEI QUE TENTOU!!!

 



Escrito por Diego Carvalho às 15h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




UMA RAPIDINHA DE MITOLOGIA GREGA

    Naquele tempo em que os cavalos tinham asas e voavam, e que os deuses desciam do Olimpo e vinham aqui passar o rodo geral, Hércules, o filho do todo poderoso Zeus, reclamava a seu pai a solidão que sentia entre as tarefas diárias de matar leões e dar uns pegas na Xena, a Princesa Guerreira. Zeus, vendo a agonia de seu filhão, mandou diretamente do Olimpo duas de suas melhores ninfas para alegrar os dias tristes do meta-humano semi-Deus, sendo que este deveria escolher apenas uma.

    Ao olhar a primeira ninfa a se aproximar, uma mulher linda e de um perfume enebriante, Hércules indagou:

    - O que tens a me oferecer?

    A dama não tardou em responder - Darei-te os maiores prazeres que um homem já sentiu. Ao meu lado gozarás de mais delícias do que qualquer outro. Encontrarás a cura para todos os teus males em meu leito e, uma vez em meus braços, jamais te darás por saciado.

"OHH! THAT'S GOOD!"

    - E como te chamam, ninfa?

    - Os amigos...me chamam FELICIDADE. Os inimigos...me chamam VÍCIO.

    Dirigindo-se à outra, uma mulher que detinha um brilho de força nos olhos, indagou o guerreiro - E tu, ninfa? Que tens a me oferecer?

    - Ao meu lado, senhor, serás um grande homem. Vamos trabalhar juntos, dia após dia, noite após noite, sem fraquejar. Ninguém será páreo para nós e serás um homem pleno, o melhor e o maior em tudo que ousares almejar.

"HMMM...DELICIOUS!"

    - E como te chamam?

    - A mim, senhor, chamam VIRTUDE.

 

    Em todas as primaveras que já passei, meus melhores dias vivi com VIRTUDE, minhas melhores noites passei com o VÍCIO...e a FELICIDADE, amigo, a FELICIDADE...ou eu nunca conheci...ou quando estive com ela...só fui perceber depois que ela foi embora.

(TENTEI FEITO A PORRA POSTAR O VÍDEO DO CHARLIE BROWN JR. TOCANDO ACUSTICAMENTE A MÚSICA "VÍCIOS E VIRTUDES", CANÇÃO QUE CURTI DEMAIS LÁ PELOS IDOS DE 2003/2004, MAS O FILHO DA PUTA DO SERVIDOR TÁ DE SACANAGEM COM A MINHA CARA. RESOLVEU TIRAR O FIM DE SEMANA PRA FRESCAR COMIGO DE TODO JEITO. ENTÃO, FUI VENCIDO. CLICA NA IMAGEM ABAIXO QUE O VÍDEO ABRE)



Escrito por Diego Carvalho às 14h35
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




ENVIAR UM RELATÓRIO DE ERROS?

    Este post é uma homenagem à data de ontem. Em 19 de janeiro de 1983, a Apple lançou o LISA, o primeiro computador pessoal, dotado de interface gráfica (antes tudo era feito na base de linhas de comando) e de mouse. Este post não foi publicado ontem por motivos que este texto busca explicar (o PC travou e eu perdi tudo depois q terminei de escrever...FUUUUU).

1MB DE MEMÓRIA RAM E HD EXTERNO DE 5MB. ERA OU NÃO ERA UM FOGUETE?

    Antes de ontem eu tava nas Lojas Americanas dando uma olhada na seção de DVDS. Fui pra prateleira dos blockbusters clássicos e comecei ler somente a primeira frase das sinopses de alguns filmes:

2001 - UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO, de Stanley Kubrick - Em 2001, um supercomputador dotado de inteligência artificial domina uma nave espacial e declara guerra contra os tripulantes humanos que usam uma roupa espacial ridícula.

MATRIX, dos irmãos Wacthexsiqcwi-Atchim-Saúde - Em 2105, máquinas dotadas de inteligência artificial declaram guerra contra os últimos humanos acordados que moram dentro de um buraco.

O EXTERMINADOR DO FUTURO, de James Cameron (não, nesse filme não tem ninguém azul montando animais nem navios afundando) - Em 2029, supercomputadores dotados de inteligência artificial declaram guerra contra a resistência humana que não sabe falar frases de efeito legais como "Venha comigo se quiser viver" ou "Hasta la vista, Baby!"

    Opa! Peraí! 2029? Bem aí, daqui a 18 aninhos? Aí eu olho pro meu computador e ele diz:

"UMA AMEAÇA FOI DETECTADA!"

    É mui difíci! Do jeito que tamo indo, amigo, acho mais fácil em 2029 as coisas serem assim:

 

MR. GATES, YOU'RE DOING IT WRONG!



Escrito por Diego Carvalho às 03h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A cisma com poesias.

      Tentar tirar boas notas. Ser um sujeito honesto. Estar sempre disposto a ouvir os outros. Ler no mínimo 15 livros por ano. Ir para uma academia. Estudar as pessoas e ver o que as tornam únicas. Extrair algo de espirituoso de cada experiência vivida e história escutada. Tudo um esforço para evolução. Tudo para tornar-me algo que uma garota veio um dia a chamar-me de "profundo". Quem  lê os textos do cara que escreve em azul já sabe que normalmente ele começa com uma citação ou põe algo que um amigo falou. Dizem que pessoas informadas costumam falar de fatos, pessoas inteligentes costumam falar sobre ideias, pessoas sábias costumam falar de lições e pessoas sem nada para fazer leem um blog falam de outras pessoas. Eu sempre quis ser do terceiro  tipo.

      Não que isso adiante de muita coisa. Quer dizer, toda pessoa que se preze tem de fazer algo para melhorar o que é. Não me gabo disso. Mas aprendi um pouco tarde demais que pessoas tornam-se interessantes não por falar coisas interessantes, mas por serem divertidas. Foda-se. Vou continuar a citar Jung e talvez até fábulas do Esopo em mesa de bar do mesmo jeito. Se já vim por este caminho, não vou voltar atrás e seguir a outro.

      Acontece que tem algo nestas tentativas de ser "profundo" que nunca consegui fazer. Apesar de ter tentado, nunca me dei bem com poesias. Posso extrair lições de letras de heavy metal e até de uma briga entre insetos mas nunca consegui pegar um livro de poesias que prendesse minha atenção. Poesias, em sua maioria, parecem ser sentimentos materializados. Sentimento é algo que em força pode burlar o raciocínio e desestabilizar o psicológico. Os meus já dão trabalho demais de serem controlados, mais sentimentos dariam uma overload que poderia me deixar mais pirado do que já sou (se é que isso é possível).

OS POETAS QUE CONHECI NÃO FORAM LÁ BONS EXÊMPLOS DE FELICIDADE. NA FIGURA, ÁLVARES DE AZEVEDO


      Talvez eu esteja infectado pelo preconceito geral contra os poetas... poesia, no íntimo de muitos, sempre esteve associada algo que fracassados fazem para encontrar a felicidade. Um homem que escreve deve contar isso para poucas pessoas. Acontece que apesar de toda esta cisma topei em pesquisar o poema "If" de Rudyard Kipling que Jim Knipfel, autor de A arte de ser desagradável e exêmplo perfeito de oposto de sensibilidade, faz menção no livro já citado. Este me pegou. Não que partes deles tenham ficado decoradas em minha mente. Mas pelo fato de ele propor responder as perguntas que fiz neste post. Aqui está uma tradução que conseguiu até ser rimada feita por Guilherme de Almeida.

Se

Se és capaz de manter a tua calma quando
Todo o mundo ao teu redor já a perdeu e te culpa;
De crer em ti quando estão todos duvidando,
E para esses no entanto achar uma desculpa;
Se és capaz de esperar sem te desesperares,
Ou, enganado, não mentir ao mentiroso,
Ou, sendo odiado, sempre ao ódio te esquivares,
E não parecer bom demais, nem pretensioso;

Se és capaz de pensar --sem que a isso só te atires,
De sonhar --sem fazer dos sonhos teus senhores.
Se encontrando a desgraça e o triunfo conseguires
Tratar da mesma forma a esses dois impostores;
Se és capaz de sofrer a dor de ver mudadas
Em armadilhas as verdades que disseste,
E as coisas, por que deste a vida, estraçalhadas,
E refazê-las com o bem pouco que te reste;

Se és capaz de arriscar numa única parada
Tudo quanto ganhaste em toda a tua vida,
E perder e, ao perder, sem nunca dizer nada,
Resignado, tornar ao ponto de partida;
De forçar coração, nervos, músculos, tudo
A dar seja o que for que neles ainda existe,
E a persistir assim quando, exaustos, contudo
Resta a vontade em ti que ainda ordena: "Persiste!";

Se és capaz de, entre a plebe, não te corromperes
E, entre reis, não perder a naturalidade,
E de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes,
Se a todos podes ser de alguma utilidade,
E se és capaz de dar, segundo por segundo,
Ao minuto fatal todo o valor e brilho,
Tua é a terra com tudo o que existe no mundo
E o que mais --tu serás um homem, ó meu filho!

 

Sejam homens meus filhos!





Escrito por João Gabriel às 00h49
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




EU PENSEI QUE TODO MUNDO FOSSE FILHO DE PAPAAAI NOOO-EEEEL!

     Afinal, pra quê que a gente deseja feliz natal no dia do natal pra alguém? Quero dizer, se você deseja feliz ano novo à meia noite do dia 31, eu entendo, afinal, você que todo aquele ano que está por vir seja cheio de felicidades e realizações. Agora, feliz natal à meia noite de dia 24? O que você tá desejando? Que aquele momento alí que tá acontecendo agora seja feliz? Como é que você vai fazer desejo de melhoras pra uma coisa que tá se passando nesse exato momento? E porque a gente não deseja também um feliz carnaval, uma feliz semana santa, um feliz dia da Independência ou feliz dia de Tiradentes, que são outros feriados sem os quais a gente não viveria? O certo não seria perguntar "E aí, você tá tendo um bom natal?" Ou então fazer o que vou fazer agora.

ESPERO QUE VOCÊ TENHA TIDO UM BOM NATAL, QUE NÃO TENHA ENCHIDO MUITO A CARA, DADO FIM NO 13º INTEIRO E QUE O BOM VELHINHO TENHA LEMBRADO DE VOCÊ ESSE ANO, AFINAL, VOCÊ É SEMPRE UM BOM MENINO, NÃO É, BOM VELHINHO?!

vivaobrasil



Escrito por Diego Carvalho às 15h57
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Nordeste, TERESINA, ACARAPE, Homem, de 15 a 19 anos, Portuguese, English, Informática e Internet, Livros
MSN -
Histórico
    Categorias
      Todas as Categorias
      Devaneios
    Outros sites
      HOMEMENTE
      PORQUE METADE DE MIM É...
      HISTORIES LIKE OURS
      BLOG DO CELSO MORENO
      INSANIDADE PARCIAL
    Votação
      Dê uma nota para meu blog